Encerrando 2011. O que ficou do ano que termina?

* Por: Marcela Pimenta Pavan

É fim de ano. Já se espera com ansiedade a chegada de 2012. Antes de pensar em como será o ano novo, com todas as suas promessas e expectativas, é importante pensar no ano que está terminando. Fazer uma retrospectiva das situações e experiências vividas ajuda a fechar bem o ciclo e se preparar melhor para o ano que começa.

E o que aconteceu em 2011? Você consegue perceber alguma mudança em você do início do ano até esse exato momento? Existe alguma diferença? Muitos podem sentir que algo mudou, mas não sabem o que exatamente. É importante tentar identificar para perceber e separar as boas experiências daquelas que poderiam ter sido melhores.

Dando uma volta por 2011

Existem várias formas de pensar no ano que passou. Uma delas é pensar mês a mês vagarosamente, tentando relembrar as experiências vividas.

Como foi o primeiro mês? Estava trabalhando ou de férias? Do que se lembra? Como foi fevereiro, como passou o carnaval? Em Março aconteceu algo relevante? Mudou de emprego? Algum relacionamento desfeito, alguém novo surgindo? Em Abril teve alguma decepção? Alguma surpresa boa? E Maio, Junho, Julho, Agosto…

Depois de pensar mês a mês, tente relaxar e deixar que outras memórias surjam espontaneamente. É natural que lembranças de outros anos apareçam também, não as descartem, elas podem ser importantes para alguma reflexão.

Nesse processo é fundamental ser justo e franco consigo mesmo. Situações diversas, tanto ruins quanto boas, aconteceram. Durante um ciclo os dois aspectos estão presentes e a idéia é identificá-los e resgatá-los igualmente para construir um panorama mais completo e honesto.

Anote, pense sem pressa sobre tudo isso e depois responda a si mesmo: o que você gostaria de deixar para trás, o que gostaria que continuasse e o que pensa em fazer novo, em sua vida, no próximo ano?

Como isso pode nos ajudar?

As mudanças dependem, em grande parte, das nossas atitudes. Pensarmos em 2011 avaliando o que fizemos de negativo e positivo, nos ajuda a aprender mais com as experiências passadas e nos prepara melhor para o futuro.

Reconhecer nossas qualidades e o que fomos capazes de realizar nos dá segurança e energia para realizar nossos desejos no ano que inicia.

Considerar o que precisamos melhorar e o que poderíamos ter feito diferente nos dá a reflexão e a possibilidade de mudança. Estão por vir os acontecimentos inéditos e as situações que tendem a se repetir. À medida que pensamos no que passou conseguimos perceber melhor quando algo está para acontecer novamente e, assim, parar, pensar e escolher ter uma nova atitude para um novo ano.

Um Feliz Final de 2011 pra você!

*Marcela Pimenta Pavan, psicóloga clínica, CRP 05/41841. E-mail: marcelapimentapavan@gmail.com
 
 
Written by Marcela Pimenta Pavan all rights reserved.
Anúncios
Esse post foi publicado em bem estar, psicóloga copacabana, Psicologia, transformação e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s