Respondemos você

Olá,

Hoje temos mais resposta sobre relacionamentos e emoções.

Na sessão “Respondemos você” você faz a pergunta e nós respondemos aqui. A ideia é proporcionarmos uma orientação sobre as questões emocionais difíceis de serem resolvidas, mas sabemos que para uma transformação efetiva é necessário mais. A Terapia é sempre um ótimo caminho para o autoconhecimento e para uma vida mais feliz.

Mande sua pergunta para nós pelo e-mail. Viviane (viviane@lajter.net) ou Marcela (marcelapimentapavan@gmail.com).

————————————————————————————

P: “Tenho problemas com relacionamentos. Parece que os homens não se interessam por mim, me sinto carente as vezes, e nessa angustia acabo tomando atitudes erradas que me fazem sentir pior em relação aos homens. O que eu faço de errado?”

R: Olá, a construção e a manutenção de um relacionamento são processos muito complexos e podem estar relacionados a inúmeros fatores. Um desses fatores é a autoestima. Ou seja, é preciso acreditar na própria capacidade de sedução e se sentir interessante para que, então, seja possível despertar o interesse do outro. Ao ler o seu relato me pareceu que a há uma baixa importante na sua autoestima que a faz acreditar verdadeiramente ser uma pessoa desinteressante. É possível modificar essa situação e se sentir mais feliz consigo mesma. Para isso, é preciso entender os motivos que a levaram a construir uma autoestima tão abalada. Geralmente, ela é construída ao longo da vida e está relacionada a eventos marcantes. Escrevi um texto no nosso blog que talvez possa te ajudar, cujo título é ” Acredite no seu Potencial” e foi publicado dia 18/02/2013. Espero, sinceramente, que você consiga reconstruir a sua história.

Um abraço,

Viviane

P: “Olá, conheci o blog recentemente e lendo os textos achei essa sessão de respostas aos leitores e decidi escrever para ver se consigo aliviar algumas duvidas. Na minha infância fui uma criança um tanto revoltada e muitas vezes violenta, por esse motivo acabei frequentando consultas com psicólogos e em parte o problema foi resolvido. Hoje em dia sou uma pessoa bastante calma, as vezes até demais. eu diria. Não expresso minhas emoções e costumo guardar tudo o que sinto sem nunca expressar, por conta disso as vezes sinto que desenvolvi um espécie de escudo ao meu redor e cada vez mais eu percebo que as coisas ao meu redor estão causando cada vez menos impacto em mim e que as pessoas despertam menos reações emocionais sobre mim. Sinto que a cada dia que passa vou me tornando mais indiferente a tudo, que nada tem importância ou significado e que o esforço simplesmente não vale a pena.  O que mais me assusta as vezes é que simplesmente não sinto falta dessas emoções, não sinto vontade de ter qualquer tipo de relacionamento seja amoroso ou mesmo amizade. E mesmo o relacionamento com a minha família as vezes se torna exaustivo pra mim. Na minha família ninguém teve um casamento duradouro ou feliz e mesmo os meus avós que estão juntos até hoje vivem brigando, minha mãe também teve vários relacionamentos problemáticos e uma infância traumática, resultando em diversos problemas emocionais que culminaram no suicídio dela a alguns anos. Depois disso acho que minha “indiferença” só aumentou. Gostaria de entender o que está se passando comigo e como mudar essa situação. Devo procurar um tratamento com psicólogo?”

R: Olá, primeiramente gostaria de agradecer por nos compartilhar um pouco da sua história. Ao longo da vida todos passamos por situações que nos despertam emoções bastante variadas. Há aquelas que são extremamente fortes e podem ser traumáticas. Quando sentimos que a situação é muito difícil de lidar, por gerar muito sofrimento, criamos de forma inconsciente, mecanismos de defesa que, como o próprio nome sugere, possuem a finalidade de nos proteger de tamanha dor. Me parece que foi isso que aconteceu com você em determinado momento e que você denominou como um escudo. Mas, esse processo pode ter sido intensificado devido as dificuldades que surgiram e que foram insuportáveis como o que ocorreu com a sua mãe. Porém, essa sua blindagem emocional está te incomodando e o impedindo de ter inclusive as boas emoções da vida. Acredito que seria muito portante para você procurar um psicólogo para iniciar um tratamento. Ele te auxiliará a lidar com os seus traumas, com as suas emoções e com a sua história de vida, que poderá então ser reescrita. Espero ter te ajudado um pouco.

Um abraço e boa sorte,

Viviane

Anúncios
Esse post foi publicado em autoestima, emoções, relacionamentos e marcado . Guardar link permanente.

2 respostas para Respondemos você

  1. nayara disse:

    ola , gostaria muito que você me ajudasse , quando mais nova sofri muito na escola por ser uma menina bem feia e um tanto masculina , colocavam em mim apelidos e riam de mim na minha cara, ate minha professora chateava de mim e eu sempre ficava de cabeça baixa ,eu sentia um desejo enorme de sumi e nunca mais ver ninguém e passei gostar muito de ficar sozinha .Um tempo depois mudei de escola e decidi que não iria passar por aquilo de novo comecei a me arrumar e consegui fazer algumas amizades , foi bom por que ninguém me judiava e eu não tinha mais apelidos .Mais mesmo assim sinto muita raiva do que passei e isso me corroi por dentro .Eu fui a um medico por que estava ficando doente e ele disse para mim que eu estava daquele jeito por não saber me expressar e meu corpo estava fazendo isso por mim. eu queria muito sua ajuda por que eu encontrei uma forma de me sentir bem mais acho que não seria a forma correta de alguém se expressar tipo eu me sinto bem cortando com gillete o meu braço me sinto bem vendo meu sangue sair e não faço so isso eu tambem arranco os meus cilios e minhas sombrancelhas . Eu não quero fazer isso mais é como uma necessidade horrivel de arrancar e de me cortar ,minha mãe me chinga muito por isso e rir de mim ta sendo um pesadelo por que tudo o que as pessoas falavam de mim antes a minha mãe esta falando agora . eu gostaria muito que a senhora me ajudasse . o que eu faço?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s