Resposta da sessão Respondemos Você!

P: Ola! Estou com um sério problema, estou terminando o segundo semestre de psicologia (eu sei, muito pouco pro o que vem a seguir) mas cada dia mais sinto que me enquadro menos com a psicologia, antes de entrar na faculdade já fazia terapia desde os 9 anos, quando terminei o ensino médio não pensei duas vezes e corri pra fazer vestibular de psicologia, por sorte consegui até bolsa com desconto.. Primeiro semestre foi tudo as mil maravilhas, já no segundo começou a vontade de desistir, trabalho com arte final (área de design), mas não me imagino fazendo outra coisa na vida se não sendo pra alguém tudo o que um dia minha psicologa foi pra mim… Queria saber se você pode me dar alguma dica, conselho, porque sei que tudo só esta começando, uma hora ‘vou querer psicanalise’ na outra ‘serei behaviorista’, cada vez mais estou mais confusa ainda.

R: Olá, O início da faculdade é um momento muito marcante, mas também delicado na vida dos jovens. Ao escolher uma profissão o estudante inicia uma fase de descobertas, conquistas e, consequentemente, medos e inseguranças. Será que escolheu a profissão certa? Será que vai dar certo? A sua escolha pela psicologia se baseou, entre outros pontos, pela sua própria experiência de muitos anos de terapia. Uma vez que você sentiu diretamente os benefícios e bem estar que a psicologia clínica promove. Me parece natural que essa tenha sido uma opção para você, o que não significa que seja a única possível. Quando não nos sentimos plenamente satisfeitos em alguma área da vida, é importante pararmos e refletirmos o que pode estar acarretando tamanha angústia. Qualquer curso que você vá estudar terá um ciclo básico que, como o próprio nome sugere, não é muito específico e é comum que os alunos fiquem ansiosos para estudar assuntos ligados mais diretamente ao campo de trabalho. Para minimizar esse desconforto, é válido que você busque ler livros da área, converse com pessoas que estejam vivenciando períodos mais adiantados do curso e procure professores para conversar. Assim, você poderá ter mais contato com a profissão propriamente dita e se sinta um pouco mais segura para tomar alguma decisão. Se dê um tempo para experimentar, testar e pesquisar! Não se pressione tanto para tomar uma decisão o mais rápido possível. Utilize esse mal estar que está sentindo a seu favor e busque o máximo de informações que puder sobre a psicologia. Retornar à terapia pode ser um importante aliado nesse processo. Boa sorte!

Viviane

Anúncios
Esse post foi publicado em Psicologia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s